News Swell

Upgrade: guia para comprar o imóvel novo

22/03/2021

A família cresceu e você precisa de um imóvel com mais espaço? Quer um apartamento com sacada ou jardim? Quer morar mais perto do trabalho e da escola dos filhos? Está na hora de fazer um upgrade! Isso quer dizer que está na hora de você comprar um imóvel novo.

A Swell Construções pode te ajudar nessa busca. Se você quiser mudar agora mesmo, uma boa opção é o Riserva 35, nosso edifício com apartamentos de alto padrão no Alto da XV, em Curitiba.

Os apartamentos à venda no Riserva 35 têm 2 e 3 quartos (ou 3 suítes), 88 a 121 m² privativos e 2 vagas de garagem. A entrega é para o 1º semestre de 2021.

Outra opção é o Mirage Silva Jardim, edifício com apartamentos de luxo em Curitiba. O Mirage Silva Jardim tem apenas 25 apartamentos com 3 suítes, de 150 a 258 m² + terraço, com 3 vagas de garagem. A entrega é para 2024.

Para acertar na compra do imóvel novo para upgrade, basta seguir os 4 passos a seguir.

 1. Quais as características do imóvel novo?

Defina quais são as prioridades na busca do imóvel novo, o que você precisa e deseja, e em qual bairro. Morar mais perto do trabalho ou da escola dos filhos? Mais quartos? Mais vaga de garagem? Uma cozinha integrada? Área de jardim? Área de lazer?

Considere também urgência da mudança. Se você precisa mudar agora mesmo, o ideal é comprar um imóvel pronto. Se pode esperar, uma ótima opção é comprar um imóvel na planta, com pagamento estendido durante o período de obras.

2. Qual o preço e a forma de pagamento?

Ter a clareza sobre a renda familiar disponível é um item importante ao comprar um imóvel novo para upgrade. A sua renda já está comprometida com outros financiamentos ou empréstimos? Isso representa quanto por cento da sua renda total? Essas são perguntas importantes a fazer.

Além disso, é preciso definir a forma de pagamento do imóvel novo: à vista, via financiamento imobiliário ou com carta de crédito contemplada. Considere também se você pretende usar o FGST (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Lembre-se ainda que, seja para comprar um imóvel na planta ou pronto para morar, você vai precisar dar um valor de sinal e de entrada. E não esqueça dos custos para escritura e registro do imóvel. Em Curitiba, eles correspondem a quase 4% do valor do imóvel.

3. O que fazer com o imóvel atual?

Você achou o imóvel que deseja. E o que vai fazer com o que tem hoje: alugar, vender ou dar como parte do pagamento?

Às vezes, o aluguel mensal pode pagar a prestação do financiamento imobiliário. Se você precisa financiar a maior parte da compra do imóvel novo, vale considerar a venda do imóvel atual para aumentar a entrada.

Quanto à permuta, é preciso ver se a empresa aceita o seu imóvel na negociação e se preparar para o valor de avaliação, pois, ele tende a ser menor do que o preço de mercado em função das taxas e custos que envolvem a transação.

4. Afinal, qual será a composição do pagamento?

O último passo desse planejamento financeiro para a compra do imóvel novo é definir a composição do pagamento.

A compra de um imóvel na planta compreende duas etapas: poupança e financiamento. A poupança refere-se ao pagamento de 20% a 30% do valor do imóvel durante o período de construção (até 36 meses) e do saldo via financiamento, quando da entrega.

Essa é a tabela padrão que as construtoras e incorporadoras oferecem. Mas se você melhora-la, ou seja, aumentar o valor para pagamento da poupança, pode negociar preço e condições.

Na compra do imóvel pronto, você precisa dispor desta poupança, geralmente para pagamento à vista, já que uma vez contratado o financiamento imobiliário, o bem deve estar quitado.

Quer saber mais sobre nossos apartamentos em Curitiba para venda?

Preencha o formulário e um dos nossos corretores entrará em contato.


    Posts Recents
    Imóveis prontos: entrega antecipada do Riserva 35 Leia Mais
    Imóvel pronto: como é o pagamento Leia Mais
    Apartamentos prontos: 5 vantagens Leia Mais
    Mercado de apartamentos de luxo está aquecido em Curitiba Leia Mais